Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estapafúrdios do Quotidiano

Oh, tadinha da Merkel…

Avatar do autor estapafurdiosdoquotidiano, 07.01.14

Ontem foi um dia triste. Portugal parou, literalmente, para homenagear o seu filho pródigo, Eusébio da Silva Ferreira. O Pantera Negra. O King. O maior. Um dos nossos melhores orgulhos nacionais, partiu deste mundo. O Estapafúrdios do Quotidiano, quer deixar aqui as mais profundas condolências à sua família, e a toda a família benfiquista. E, claro, a todos os portugueses, que bem merecem, depois da bonita homenagem que prestaram ao ENORME Eusébio! 

 

Agora, vou estragar este bom ambiente que se estava aqui a criar… Vou falar de Angela Merkel. Sim, eu peço desculpa por ir desencantar esta aberração com obsessões ditadurescas, mas tem de ser! Tenho de partilhar com vocês, caros leitores, o que nós – Estapafúrdios do Quotidiano – conseguimos descobrir sobre o mais recente acidente da chanceler Angela Merkel. Como é sabido, a gordinha alemã espalhou-se a esquiar. Resultado: fractura pélvica. Ora nós, como enormes que somos, temos várias individualidades espalhadas por esse mundo fora a trabalhar para nós. Não vale a pena falar sobre «questões salariais», está bom…? Pronto, então o que se passa é o seguinte: nós tivemos acesso a uma conversa entre Angela Merkel, e o médico que a atendeu nas urgências do hospital, após o acidente de esqui. Vamos ouvi-la? Aliás, lê-la? Vamos! 

 

 

(Merkel, chega ao hospital a queixar-se de algumas dores…)

 

 

Merkel: Aich! Aich! Aich! (O que foi? Ela é alemã, e os alemães queixam de dores assim: com um Aich!) 

 

Médico: Mas o que se passa, minha senhora…? 

 

Merkel: Dores! 

 

Médico: Ah, desculpe. O que se passa, senhora Dores…? 

 

Merkel: Aich! Aich! É Angela… 

 

Médico: Ah, o que tem a Angela? É a sua filha? Tem muitas dores, é? Onde é que ela se encontra? Na sala de triagem? Então, agora é só esperar que a minha colega a avalie, e lhe coloque a respectiva pulseira no pulso, conforme a urgência apresentada pelas queixas da sua filha, a Angela. 

 

Merkel: A Angela sou eu!

 

Médico: Ah, é você? Então como é que se chama a sua filha que se encontra na sala de triagem? 

 

Merkel: Não tenho nenhuma filha na sala de triagem!

 

Médico: Ah, já saiu? Pronto, ainda melhor. Agora, é só esperar por ser chamada… 

 

Merkel: Mas você sabe quem eu sou, sabe?! Hã?!

 

Médico: Sim. Então, é a mãe de uma filha que, supostamente, está cheia de dores e que já passou pela sala de triagem e que, agora, deverá estar algures a aguardar pela chamada do seu nome para vir ter comigo, para então avaliarmos o que se passa com as dores que ela sente. Ah, e que não se chama Angela, como anteriormente se pensava… 

 

Merkel: Eu sou a chanceler, raios! 

 

Médico: Desculpe, mas nós só temos uma chanceler, e chama-se Angela Merk… Ah, merda! É A MERKEL! É A MERKEL! RÁPIDO, ENFERMEIRA! LEVE JÁ ESTA SENHORA, HUM… MENINA… HUM… MULHER… HUM… CHANCELER… PARA O MEU GABINETE! 

 

Merkel: Finalmente! Aich! Aich! 

 

Médico: Então, o que é que se passou consigo? 

 

Merkel: Caí. 

 

Médico: Uma chanceler, cai assim sem mais nem menos? Não tinha um segurança a aparar-lhe a queda? 

 

Merkel: Caí ao fazer esqui! E agora doí-me imenso a zona da pélvis… 

 

Médico: Pois, muito bem… Vamos então retirar as calcinhas… Ah… eu… quer dizer… com todo o respeito, Sra. Angela Merkel… 

 

Merkel: Nem pensar!

 

Médico: Vá! É só as calças… Tem de ser, para eu a examinar… Vá, vamos lá a isso…

 

Merkel: Não pode ser! Lamento, mas não pode ser… EI! O QUE PENSA QUE ESTÁ A FAZER?! LARGUE-ME AS CALÇAS… 

 

Médico: Mas tem de ser… Uau, uma tatuagem na nádega direita, Sra. Angela Merkel… Sexy! Uuuu… O que é…? 

 

Merkel: Não! Não olhe! 

 

Médico: Oh, mas é só uma pequena tatuagem… AI!!! UMA SUÁSTICA! VOCÊ TEM UMA SUÁSTICA TATUADA NA NÁDEGA DIREITA!! HAIL!

 

Merkel: Hail…! Aich! Aich!

 

 

 

RIC