Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estapafúrdios do Quotidiano

19.10.18

A MARIA LEAL É UMA FRAUDE! – POR ESTA É QUE NINGUÉM ESPERAVA...


estapafurdiosdoquotidiano

O verniz estalou nas redes sociais, assim como na já agitada vida da grande artista portuguesa que dá pelo nome de Maria Leal. Francisco D'Eça Leal, ex-marido de Maria Leal, deu uma entrevista ao programa da SIC, "Vidas Suspensas", onde acusa a grande artista portuguesa de o deixar na desgraça. Segundo "Chico", Maria Leal enganou-o, estourando todo o dinheiro que este tinha recebido de herança do seu pai, o artista plástico Paulo D'Eça Leal, no valor de um milhão de euros. Nós, como somos acérrimos fãs de Maria Leal, decidimos que deveríamos ajudar a artista a defender-se destas graves acusações e fomos falar com ela...

 

RIC: Olá, Maria Leal!

 

Maria: Olá! Queres um autógrafo, é?

 

RIC: Não, nada disso, Maria. Sou eu, o RIC, do Estapafúrdios do Quotidiano. Como estás?

 

Maria: Ah, desculpa. Não te conheci, estás mais careca não estás?

 

RIC: Eu... Sim... Estou... Bom, mas não falemos de coisas tristes. Então o que se passou? Sempre estoiraste o dinheiro todo ao homem?

 

Maria: Eh pá, sim. Teve de ser. É a vida...

 

RIC: Ele diz que estouraste tudo em roupa, apartamentos e lojas.

 

Maria: Eish. Que mentira! Ele é um mentiroso!

 

RIC: Bom, não inteiramente... visto que tu acabaste de afirmar que sim, que estouraste o guito todo ao homem... Ainda por cima uma milhão! Como é que conseguiste evaporar tanto dinheiro assim do nada?

 

Maria: Oh... O dinheiro voa hoje em dia. Um milhão parece muito dinheiro, mas digo-te já que não chegou. Eu precisava ainda de mais. Não fiquei muito satisfeita.

 

RIC: Como é que gastaste o dinheiro, afinal?

 

Maria: Simples. Tu achas que é fácil ser-se famoso? Pensas que acordas um dia de manhã e pensas "hum, hoje vou ser famoso!" e pum!, ficas famoso? Claro que não. Eu tive de comprar a minha fama.

 

RIC: Ai, sim? Como assim? De que forma?

 

Maria: A começar pelo nome. Achas que tinha conseguido adquirir a fama com o nome Elisabete Maria Pereira Garcia Rodrigues D'Eça Leal? Claro que não. Tive de alterar para Maria Leal. Fica muito mais sonante não fica?

 

RIC: Hum, está bem. Mas não gastaste um milhão só com o nome, pois não?

 

Maria: Não, claro. Tive de comprar uma casa de luxo, um carro de luxo, um telemóvel de luxo, um cão de luxo, um gato de luxo, roupa de luxo e anéis de luxo, visto que ia ser famosa tinha de ter um estilo de vida que se equiparasse a tal.

 

RIC: E assim se foi um milhão?

 

Maria: Não. Ainda sobrou algum, que usei para aperfeiçoar a minha já existente veia artística. Aulas de dança (apesar de eu já ser por natureza uma espectacular dançarina...) e aulas de canto. Só para aperfeiçoar as minhas já maravilhosas e lindas cordas vocais. Sabes, quando uma pessoa nasce com um dom, tem de seguir esse dom.

 

RIC: Ah, isso. E que dom é esse?

 

Maria: Cantar, claro! Mas tinhas dúvidas? Só para que saibas, eu tive aulas de canto com a Madonna! E para que saibas, a Madonna veio morar para Portugal por minha culpa. Ela quer fazer um dueto comigo. Ou melhor, ela quer gravar um álbum comigo! É por isso que ela está cá a viver. Eu tenho muito a agradecer a ela, pois sou uma super-estrela graças aos 300 mil euros que lhe paguei pelas aulas. Uma pechincha...

 

RIC: Uma pechincha de facto... Bom, posso pedir-te um favor? Afinal podes autografar-me a careca?

 

Maria: Claro. Quanto tenho de pagar por isso?

 

RIC: Hã...?!

 

Maria: É o preço da fama, meu menino...

 

RIC: Agora sim, já percebi qual é mesmo o teu dom...

 

Maria: Ai sim? Qual é...?

 

RIC: O dom da estupidez, minha menina...

image.jpeg

RIC

 

12 comentários

Comentar post