Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estapafúrdios do Quotidiano

Pornografia à venda ao desbarato!

Avatar do autor estapafurdiosdoquotidiano, 19.10.15

Ora viva, fiéis companheiros “estapafurdianos”. Primeiro que tudo, tenho de pedir as mais sinceras desculpas pelo facto de não terem sido publicados estapafúrdios na semana passada. Mas isso tem uma explicação bastante válida, e que não soa nada a desculpa. Por vezes surgem imprevistos na vida que acabam por nos limitar, impossibilitando o cumprimento dos nossos compromissos. E foi exactamente isso que se sucedeu a semana passada. E o assunto foi bastante sério, e eu nem sei muito bem como vos contar isto. É algo que nos irá deixar marcas para todo o sempre, e que foi muito difícil suportar. Então, o que se passou para não termos publicado nenhum estapafúrdio na semana passada foi… porque… simplesmente… NÃO NOS APETECEU!

 

Pronto, despachado que está este assunto, passemos ao estapafúrdio de hoje.

 

A cadeia norte-americana de supermercados Target está nas bocas do mundo depois de, num dos seus estabelecimentos — mais propriamente em Campbell, na Califórnia —, o som de um filme pornográfico ter começado a entoar aos altos berros nos altifalantes, assustando os clientes que se encontravam no local. Segundo o jornal The New York Post, a Target está a investigar o caso, no sentido de descobrir quem foi o autor desta façanha.

 

O Estapafúrdios do Quotidiano foi tentar descobrir como tudo se passou…

 

E o Estapafúrdios do Quotidiano descobriu…

 

Ora vejam como:


RIC: Bom dia!

 

Jim Dick: Ena! Português?! Oh, como é bom ouvir esse dialecto! Faz anos que não ouço ninguém falar português… Ai, que saudades… Que saudades dos meus tempos de criança, em que passava os dias inteiros a fanar chocolates na mercearia do Zé do Pipo, lá em Alcácer do Sal… Que saudades…

 

RIC: Uau! É português?!

 

Jim Dick: Mas é claro que… não!

 

RIC: Não? Mas está a falar português comigo…

 

Jim Dick: E o que é que o cu tem a ver com as calças? O meu pai é que tinha um primo que era avô de um irmão de um cunhado de um sobrinho de um português. E eles eram tão amigos que o meu pai ia várias vezes a Portugal passar férias. E era costume eu ir com ele…

 

RIC: A Alcácer do Sal?

 

Jim Dick: Sim, no norte do país.

 

RIC: Nada disso, homem. Alcácer do Sal fica no sul de Portugal…

 

Jim Dick: Ah, isso, isso… Ao lado de Bragança…

 

RIC: Oi?! Nada a ver, pá… Você nunca foi a Portugal, pois não…?

 

Jim Dick: Eu?! Mas é claro que… eu… Ah, caraças! Sim, é verdade: eu nunca coloquei os pés em Portugal… A minha mais piquena é que escolheu português como língua estrangeira na escola, e eu aprendi a falar a língua ao ajudá-la nos TPC. E também porque acho que isso seria uma mais-valia para o meu trabalho — porque há muitos brasileiros por aqui...

 

RIC: Ah, bom… Bom, vamos a assuntos sérios. Consta que o senhor é o manager aqui deste supermercado, certo?

 

Jim Dick: Certo.

 

RIC: Então é a pessoa certa para explicar por que raio é que colocaram um filme porno a passar nos altifalantes aqui do sítio?

 

Jim Dick: Sou, sim senhor.

 

RIC: Ainda bem. Então força…

 

Jim Dick: Força para quê?

 

RIC: Para explicar…

 

Jim Dick: Mas eu preciso de fazer força para explicar o quê?

 

RIC: Eh homem, para explicar o filme porno!

 

Jim Dick: Então e é lá preciso força para uma coisa dessas? Vocês, os portugueses, são mesmo estranhos…

 

RIC: Sabe no que é que nós, os portugueses, também somos muita bons, sabe?

 

Jim Dick: Em deixar crescer o bigode…?

 

RIC: Não, pá! Em dar valentes pontapés no escroto dos americanos! Quer experimentar?!

 

Jim Dick: Deus me livre! Não quero não…

 

RIC: Então toca a explicar, porra!

 

Jim Dick: Ok, tenha lá calma… Sobre o filme porno, certo?

 

RIC: Pfff… CERTO!

 

Jim Dick: Ok. Então… tudo não passou de uma jogada de marketing…

 

RIC: Hã?!

 

Jim Dick: Sim… Estou a ver que vocês, os Portugueses, não percebem lá muito de marketing, não é? Pudera, com a crise que vai no vosso pequenote país, torna-se bastante óbvio…

 

RIC: Pontapé no escroto…?

 

Jim Dick: Calma, calma… Então, isto é muito simples. Nós vendemos produtos de cariz sexual. E muitos desses produtos — tais como os preservativos, os géis lubrificantes e até as pílulas contraceptivas — tem um prazo de validade. O que se passa é que nós tentámos devolver os produtos fora de validade aos fornecedores, mas eles não aceitam devoluções. Então, eu, como manager deste estabelecimento, tive de arranjar uma forma de conseguir despachar os produtos fora de prazo sem ficar com prejuízo.

 

RIC: E o que é que isso tem a ver com filme porno a bombar nos altifalantes?

 

Jim Dick: Tudo! Raciocine um pouco comigo. Você, quando vê filme porno fica excitado. Se fica excitado, fica com vontade de libertar essa excitação. Se fica com vontade de libertar essa excitação, isso quer dizer que você quer fazer sexo. Se quer fazer sexo, mas não quer engravidar a sua esposa, você precisa de comprar preservativos. Ou ela precisa de comprar a pílula. Ou, então, até comprar um gel lubrificante para desbravar novos caminhos na área da sexualidade… E isso nós temos tudo em stock! Fora de validade, mas em stock! Foi a forma perfeita de excitar os nossos clientes e levá-los a comprar os produtos todos que os fornecedores não querem receber… Capiche?

 

RIC: Eh lá, isso foi uma jogada de mestre… Você não é nada parvo…

 

Jim Dick: Claro que não! Eu sou americano. Não sou português!

 

RIC: Ah, cão…

 

(Entretanto, num supermercado Target...)

 

 

RIC

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.