Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estapafúrdios do Quotidiano

Será Bolsonaro a reencarnação de Hitler?

Avatar do autor estapafurdiosdoquotidiano, 23.10.18

O Brasil está em alvoroço. O país está a braços com as eleições que vão determinar quem será o próximo presidente a governar o país do samba. Após a primeira ronda, realizada a 7 de Outubro, ficou claro que a disputa até ao final será a dois – entre Fernando Haddad ou Jair Bolsonaro. Este último, foi o grande vencedor da primeira ronda. O que, de facto, está a deixar tremendamente preocupados grande parte dos brasileiros e até muitos outros países do mundo. Tudo porque, Bolsonaro, é visto como um político polémico defensor das políticas assustadoras da extrema-direita. O Estapafúrdios do Quotidiano conseguiu chegar à fala com Jair Bolsonaro, para tentar perceber quais são, afinal, as suas ideias para governar o país...


RIC: Olá. Primeiro que tudo, quero agradecer-lhe o facto de conceder esta entrevista ao Estapafúrdios do Quotidiano. Imagino que deve ter, nesta fase, uma agenda muito preenchida. Prometo ser bastante breve.

 

Bolsonaro: E aí, cara. Não tem problema, não. Se não for breve, eu próprio tratarei que assim seja...

 

RIC: Ai sim? De que forma?

 

Bolsonaro: Não se assuste, rapaz. Eu estou de brincadeira com você. Chuta aí, moço. O que é que você quer saber?

 

RIC: Bom, ok, vou avançar então... O mundo está bastante atento ao que se passa nestas eleições no Brasil. Especialmente nós, os portugueses, por considerarmos o Brasil como uma espécie de país irmão. Diga-me, senhor Bolsonaro, quais são afinal os seus planos para o Brasil?

 

Bolsonaro: Bom, cara, isso é fácil de responder, não é? Eu quero o melhor para o Brasil. Quando for eleito presidente, eu vou transformar o Brasil num país puro. Num país seguro. Num país em que qualquer brasileiro se irá orgulhar de ter nascido. De viver. É bastante simples. Eu vou fazer com que o Brasil seja o melhor país do mundo, é claro.

 

RIC: Bom, mas isso é o que todos os políticos dizem. Chama-se a isso demagogia. Mas que medidas irá tomar para conseguir concretizar essas ideias? É que, vamos lá a ver, o que se fala é que o senhor é um fervoroso adepto dos ideais que a extrema-direita defende. Abordando mais a fundo esta questão, o mundo está com um pouco de receio de o senhor ser eleito o Presidente do Brasil.

 

Bolsonaro: É cara, isso é tudo baboseira, né? O mundo não necessita de ter medo, não. Aliás, não me interessa sequer o que o mundo pensa. Só o Brasil importa.

 

RIC: Ok, ok... Então deixe-me perguntar isto de outra forma. O que vai fazer para reduzir a criminalidade no Brasil? Especialmente nas favelas?

 

Bolsonaro: Pó, cara. Eu vou matar eles.

 

RIC: Matar? Eles? Como assim, matar? Matar, de matar mesmo, tirar a vida, ou isso é apenas uma expressão brasileira que vocês usam para erradicar algo que está mal ou que não gostam?

 

Bolsonaro: Entenda como quiser, moço. Eu vou matar eles.

 

RIC: Ok, ok... Qual é a sua ideia para resolver a questão complicada das prisões brasileiras estarem completamente sobrelotadas?

 

Bolsonaro: Ué, novamente uma pergunta básica. Eu vou matar eles.

 

RIC: Começo a desconfiar o que quer dizer mesmo com o "matar eles"... Dizem que o senhor não gosta muito de negros. É verdade?

 

Bolsonaro: É. Não aprecio muito não, cara.

 

RIC: Então a medida para resolver isso é... espere, deixe-me adivinhar: matar eles?

 

Bolsonaro: É isso aí, meu chapa. Esses pé rapado são o cancro do Brasil. É urgente, e necessário, erradicar essa escumalha do nosso país. Eu vou realizar a maior "faxina" que o Brasil já viu!

 

RIC: "Faxina" igual a "matar eles"?

 

Bolsonaro: Entenda como quiser, garoto. Eu vou limpar todo o mundo que não faz bem ao Brasil.

 

RIC: Ok, ok... A ver se eu percebo isto de uma vez por todas. "Faxina" igual a "limpar" que, por sua vez, é igual a "matar eles", certo?

 

Bolsonaro: É isso aí, caraca!

 

RIC: Então e como é que vai realizar isso? Como é que, até me custa dizer isto uma vez mais, vai "matar eles"?

 

Bolsonaro: Moço, você ainda não entendeu porque não quis entender, mas eu mostro pra você. Vem comigo. Vem, que eu vou-te mostrar uma sala que mandei construir especialmente para a minha "faxina" no Brasil. Eu lhe dei o nome perfeito...

 

RIC: Hum... Que nome é esse?

 

Bolsonaro: Se irá chamar "Câmara de Gás"!

 

RIC: ADEUS! ATÉ À PRÓXIMA! BOA SORTE PARA AS ELEIÇÕES! OBRIGADO PELA ENTREVISTA! FUI!

 

Bolsonaro: Espera aí, moço... Eu tenho tanto ainda para lhe contar... Oh, já foi indo ele... Babaca. Este se voltar cá, vai ser incluído na minha "faxina"... Vou até já apontar no bloco de notas do meu iPhone...

 

image.jpeg

RIC

O novo emprego de Cavaco Silva

Avatar do autor estapafurdiosdoquotidiano, 09.10.15

Ora bom dia, bom dia, bom dia, bom diaaaa!

Não há nada melhor para terminar uma cansativa semana de trabalho do que um estapafúrdio quentinho… Isso ou uma cerveja fresquinha! Se conseguir conciliar as duas então é espectacular. No entanto não aconselhamos pois ainda não é 12h e provavelmente deve estar a trabalhar, coisas que não combinam lá muito bem com cerveja. Isto claro, a menos que trabalho para a Sagres, Super Bock ou outra marca de “buida” qualquer. Aí sim, cerveja combina perfeitamente das 9h às 18h.

 

Bom… chega de parvoíces, vamos ao estapafúrdio do dia. Segundo o que conseguimos apurar o Shô Presidente da Republica – Professor Aníbal Cavaco Silva – já começou a procurar o seu novo emprego, antecipando assim o resultado das eleições do ano que vem. E que emprego procura o Shô Presidente? – Perguntarão os leitores ávidos de conhecimento. – Ora então o Shô Presidente vai… (ta…na…naaa…) Vender casas para a REMAX! Isso mesmo depois de ter desalojado centenas e centenas de portugueses, ele anda a vender casas aos chineses. Não acredita em nós? Então preste lá bem atenção ao que se segue…

  

Gil: Olá bom dia Sr. Presidente. Está bonzinho? Esses ossos, que tal?

 

Cavaco Silva: Olhe, jovem, nada bem… Nada bem… A Maria dá conta de mim. Não posso mais…

 

Gil: Então?! É o sexo? Pois… Acredito. Basta olhar para a Primeira-Dama que vemos logo que ela é fresca… Gosta pouco, gosta… Imagino onde é que aqueles Reis Magos já não andaram… Já devem ter descoberto muito mais que o menino Jesus. Ui, ui…

 

Cavaco Silva: Tento na língua meu rapaz! Se há coisa… Ups, quer dizer… Se há ser vivo que eu prezo muito, para além das minhas Cagarras, esse ser vivo é a minha esposa.

 

Gil: Pronto, pronto. Já não está cá quem falou. Então diga-me lá. O que se passa consigo? A D. Maria dá conta de si porquê?

 

Cavaco Silva: Ó… È porque ela não para de me chatear com esta história de eu ir ficar desempregado… Diz que depois não temos dinheiro para comer. E que as reformas não chegam para vivermos descansados. Imagine lá que ela já está até a pensar vender os seus presépios no OLX…

 

Gil. Eish… Ao ponto que isso chegou. Mas estão assim tão mal de finanças? É porque se estão eu posso dar uma ajudinha. Não tenho muito mas o pouco que tenho dá para…

 

Cavaco Silva: Não! Não! Nada disso rapaz. O dinheiro que recebemos das reformas dá perfeitamente para a vida que levamos. Ela é que é maluca. Vejam lá que agora até tive de arranjar um emprego na REMAX só para ver se a calava.

 

Gil: Olhe… Nada mau. Arranjar um emprego, nos dias que correm, ainda é coisa para ser difícil.

 

Cavaco Silva: Mas eu tenho as minhas “connections”.

 

Gil: Pois, claro que sim. Acredito perfeitamente. Vocês, políticos, são todos cheios de “connections”… Então e diga-me lá: Está a gostar do novo emprego? Espero que seja mais activo neste do que é no outro… É porque ao contrário do País as casas não se vendem sozinhas.

 

Cavaco Silva: Ai não que não se vendem… Ah! Ah! Ah! Ó meu rapaz… Bastou-me colocar uns folhetos meus, na Feira Internacional de Casas de Beijing, que as casas venderam-se que nem porco agridoce, numa festa de aniversário de uma pita de 14 anos.

 

Gil: Ah! Muito bem, muito bem… Então mas há assim tantas casas para vender em Portugal?

 

Cavaco Silva: Ó… Que pergunta parva. Então eu ando quase há 8 anos a desalojar os Portugueses, junto com o Passos Coelho, acha mesmo que não há casas para vender no país?! Ó… É o que há mais. Fique sabendo que entre os Sírios e os Chineses vou conseguir repovoar o país novamente.

 

Gil: Então e como é que está a pensar fazer isso?

 

Cavaco Silva: Ora pense lá bem. Os chineses vêm para cá, certo? Certo! E vêm para cá fazer o quê? Abrir lojas do chinês, frutarias e restaurantes. Mas depois precisam de empregados, certo? Certo! Mas para tal precisam de empregados, não é verdade?! É pois! E onde é que se arranja mão-de-obra barata? Isso mesmo: nos refugiados! Com 1€ à hora já eles ficam felizes. Ah! Ah! Ah! Eu sou mesmo do camandro…

 

Gil: Do camandro? Você é, é, é… Parvo. Já pensou no que isso vai fazer à economia Nacional?

 

Cavaco Silva: Já! As empresas vão fechar, as pessoas ficam sem empregos, deixam de pagar as casas e são forçados a sair de lá. Conclusão: Tenho mais casas para vender aos chineses! AH! AH! AH! È um plano perfeito.

 

Gil: Olhe… Sabe o que é que eu lhe digo?! Sabe?! Sabe?! Hum… Por acaso a REMAX não está a contratar ninguém, não!?

 

Cavaco Silva: Só se não for licenciado. Se for o melhor mesmo é emigrar!

 

GIL: Ah! Raios… 

remax2_770x433_acf_cropped.jpg

 GIL

- Cuidado com o buraco! - Qual buraaaaaaaaaaaaaaaaaa...co?!

Avatar do autor estapafurdiosdoquotidiano, 02.10.15

Ora sejam bem vindos a mais um fantástico Estapafúrdios do Quotidiano. Hoje o nosso estapafúrdio será bem, bem curtinho. E porquê?! Primeiro, porque nós sabemos que vocês são preguiçosos para ler textos muito extensos e segundo, porque estamos cheios de pressa para ir de fim-de-semana. Prontos?! Então vamos lá a isso!

 

Um buraco com cerca de 20 metros de diâmetro e dez metros de profundidade apareceu, sem explicação, num bairro de St. Albans, a alguns quilómetros de Londres. Este terreno, que já ostentava um pequeno buraco no pavimento, desabou por completo arrastando assim centenas e centenas de pessoas! AWWWW! Espantado?! Não vale a pena! Na realidade não arrastou nada, nem ninguém, mas... (há sempre um mas nas histórias) obrigou à evacuação de cinco, cinco fantásticas habitações! Segundo o que apurámos, as autoridades já tinham conhecimento desta situação e, inclusive, assinalado e protegido o pequeno buraco com barreiras. O que terá levado ao alargamento repentino deste buraco?! Isso é o que iremos descobrir já de seguida, graças ao nosso perito em buracos Pedro Passos Coelho...

 

GIL: Senhor Passos, porventura já ouviu falar deste buraco?!

Passos Coelho: Buraco?! Qual buraco? Não sei a que buraco é que o senhor se refere. Aliás, eu estou em condições de lhe afirmar que não há buraco nenhum! E se eu digo que não há buraco então é porque não há buraco. Eu não escondo nada a ninguém!

 

GIL: Mas como assim?! Então mas ainda agora estive a ler a notícia e falava de um buraco, de proporções enormes, como é que o Sr. Primeiro-Ministro (pelo menos até ver) me diz que não há buraco nenhum?!

 

Passos Coelho: Mau... Mas você quer ver?! Se eu lhe digo que não há buraco nenhum é porque não há buraco nenhum! Aliás, quem é que lhe falou do buraco? Foi o Costa? O Jerónimo? Ah! Já sei... Foi aquele malandreco do Sócrates... Sempre pronto para me entalar...

 

GIL: Hum?! Mas do que é que você está a falar homem... Eu soube do buraco através do Correio da Manhã.

 

Passos Coelho: Pois... Tinha de ser! Aquele jornaleco de segunda, sempre pronto para entalar o próximo. Eu tenho a certeza que há mais gente a ser entalada pelo Correio da Manhã, durante o dia, do que durante a noite na Correio da Manhã TV... Aquilo é uma pouca vergonha...

 

GIL: Aquilo o quê? As notícias do jornal ou os programas que passam na CMTV?

 

Passos Coelho: O JORNAL, HOMEM! O JORNAL! Até porque os programas da CMTV até não são maus de todo. Ainda no outro dia estava a dar um videoclip que deixou a minha esposa toda acesa. Chamava-se "Encaixa baby Encaixa". Acho que era da Ana Malhoa...

 

GIL: Ah! Muito bem... Assim  é que é. A sua esposa apoia a música nacional. Acho muito bem. Patriotismo acima de tudo!

 

Passos Coelho: Qual patriotismo, qual carapuças. Ela só gostou do videoclip porque a Ana Malhoa aparecia toda careca... Ela olha para o raio da miúda e perguntou-me: "Coelhinho, eu sou sexy como ela?!"

GIL: Então e você?!?

Passos Coelho: Ó, que pergunta... Eu respondi-lhe logo que não! "Que ela era bem mais sexy que a Ana Malhoa!"

 

GIL: Ah! Assim é que é... Isto sim, é um homem a sério. Olhe, só por causa disso já conquistou o meu voto! Mas, só aqui entre nós, diga-me lá: e você acha-a mesmo mais sexy do que a Ana Malhoa? Olhe que aquela mulher é um "bomba latina"...

 

Passos Coelho: Irra! Acha mesmo que sim?! Então mas você já não me conhece?! Acha mesmo que disse a verdade?! Nunca na vida... Eu lá acho a minha mulher sexy? Cada vez que olho para ela até me dá engulhos! Parece o raio do Mário Soares, ó caraças... Felizmente já lhe está a crescer o cabelo.

 

GIL: Eish...  Que violência Sr. Primeiro-Ministro. Só por causa disso já não leva o meu voto! 

 

Passos Coelho: Deixe lá... Também não me faz falta para nada. Votos há muitos seu palerma... Ah! Ah! Ah! Então mas diga-me lá: de que buraco é que você estava a falar?

 

GIL: Olhe... Do buraco que você tem na cabeça, Sr. Primeiro-Ministro... Do buraco que tem em vez de cérebro. Esqueça... Vou andando, adeuzinho.

 

Passos Coelho: Irra... Livrei-me desta por pouco. 

Buraco.jpg

 GIL

(e já agora aqui fica o videoclip para os curiosos...)